Viatura contrabandeada no valor de R2,7 milhões na fronteira do Lebombo: Polícia suspeitava que pertencia a um dos filhos do Presidente Nyusi

Segundo o site Carta de Moçambique, O caso foi revelado pelo jornal local “Mirror”. De acordo com o gerente do posto fronteiriço do Lebombo, Cor. Obe Maditsi, alegava-se que a Mercedes-Benz S65 AMG pertence a um dos filhos do presidente moçambicano.

“O veículo tinha matrícula moçambicana quando o encontramos. Nossa investigação revelou que ele foi registado por um cidadão sul-africano. Dissemos então ao motorista para ligar para o proprietário, que se entregasse e trouxesse os documentos do veículo. O veículo está aqui há três semanas e ninguém está vindo à tona. O proprietário é na verdade um homem procurado”, disse o Cel Maditsi.

O “Mirror” contactou o cônsul de Moçambique, Augustinho Eugénio Langa, para confirmar se o carro pertencia a um dos filhos de Filipe Nyusi. Ele disse que o seu colega, Pinesio Sitoe, responsável pela Comunicação, se encontrava de licença em Maputo. “Ainda estamos verificando as informações, mas até agora não temos nenhuma ligação com o suposto proprietário do veículo”, disse ele. “Carta” tentou estabelecer ontem um contacto com o gerente do posto de Lebombo mas, devido às restrições em face da Covid 19, ninguém esteve disponível para atender-nos

Fonte: Carta de Moçambique

  •  
    197
    Shares
  • 197
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário