Trump pede ação ao Congresso para ajudar restauração “dizimada” nos EUA

 Trump pede ação ao Congresso para ajudar restauração “dizimada” nos EUA

O presidente cessante dos Estados Unidos, Donald Trump, incentivou hoje o Congresso americano a “marcar uma posição e ajudar” a restauração naquele país, alertando que esta está a ser “dizimada” devido à pandemia de covid-19.

“Arestauração está a ser completamente dizimada. O Congresso deve marcar posição e ajudar. Tempo é essencial”, destacou o republicano, numa mensagem divulgada na sua conta na rede social Twitter.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (263.798) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 12,8 milhões) do novo coronavírus.

Naquele país teme-se ainda que o número de infetados possa disparar nas próximas semanas após a celebração da festa de Ação de Graças, uma das mais populares do país.

No entanto, nos próximos dias os números relativos aos testes ao novo coronavirus nos EUA devem apresentar um comportamento, previram na sexta-feira vários peritos, devido à redução do número de testados e das horas de funcionamento dos locais de teste.

Esta previsão decorre do encurtamento da semana pelo feriado do ‘Thanksgiving’ (Dia de Ação de Graças), agravado pelo facto de ter sido a uma quinta-feira, o que é propício a deslocações para aproveitar um fim de semana prolongado.

O resultado pode ser uma potencial queda no número de infeções reportadas, o que pode oferecer a ilusão que a propagação do vírus está a abrandar quando, de facto, estes números dizem pouco sobre a forma como os EUA estão a combatê-lo.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.433.378 mortos resultantes de mais de 60,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Novidades

Deixe seu comentário

error: O conteúdo está protegido !!