GOVERNO DIZ QUE GRANDE PARTE DO NITRATO DE AMÓNIO MANUSEADO NOS PORTOS MOÇAMBICANOS NÃO FICA NO PAÍS