VENEZUELA: “NÃO HÁ COMIDA PARA QUEM NÃO VOTAR”, AVISA “CHAVISTA”