Sobre o vídeo da mulher crivada de balas: Alguns militares garantem tratar-se de colegas