Aeródromo de Inhambane não será certificado para receber voos