Subiu para 15 o número de mortos em ataque armado na Somália

Os dados indicavam cinco mortos e 28 feridos na sequência de um atentado com um carro-bomba que explodiu, este domingo, no hotel Elite, em Mogadíscio, Somália

Mas, a última actualização aponta que o número de mortos subiu de cinco para 15, e de 28 para 35 o número de feridos, avançou a agência EFE.

Segundo relatou Adam Ahmed, testemunha do ataque, primeiro deu-se a explosão do carro bomba nas imediações do hotel e depois “pelo menos três homens armados” infiltraram-se no edifício. Os militares somalis responderam ao ataque e conseguiram controlar as instalações ao fim de três horas.

Segundo a fonte, o grupo jihadista Al Shabab reivindicou o ataque. O grupo jihadista Al Shabab confirmou, através dos seus media, a autoria deste ataque, enquanto o porta-voz do Governo federal da Somália, Ismael Mukhtar Omar, disse à agência noticiosa EFE que entre os mortos encontra-se o alto funcionário do Ministério de Informação somali Abdirizaq Abdi Abdullahi.

De acordo com o porta-voz do Governo Federal da Somália, Ismael Mukhtar Omar, no ataque ao hotel, frequentado por jovens e pela classe alta da Somália, morreram também dois dos atacantes, abatidos pelos militares.

Mogadíscio sofre frequentemente de ataques perpetrados pelo Al Shabab, organização jihadista afiliada da Al Qaeda desde 2012 e que controla as áreas rurais do centro e sul do país, procurando instaurar um Estado Islâmico ultraconservador.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário

error: O conteúdo está protegido !!