PR moçambicano no encerramento de curso na Escola Prática da Polícia de Matalane

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, dirige hoje a cerimónia de encerramento do 40.º Curso Básico da Polícia da República de Moçambique (PRM), na Escola Prática da Polícia de Matalane, na província de Maputo.

“O curso ora terminado enquadra-se nos esforços do Governo de formação de agentes da polícia, tendo em vista a garantia e manutenção da ordem e segurança públicas, bem como a livre circulação de pessoas e bens, em todo o território nacional”, referiu uma nota da Presidência da República.

A Escola Prática da Polícia de Matalane tem estado nas últimas semanas sob os holofotes em Moçambique, após a divulgação de que há instrutores suspeitos de ter engravidado 15 candidatas a polícia na instituição.

O caso veio a público há duas semanas, quando foi divulgada nas redes sociais uma ordem do comandante-geral da PRM, Bernardino Rafael, para a instauração de um processo disciplinar contra instrutores da Escola Prática da Polícia de Matalane, por suspeitas de terem engravidado 15 jovens durante a formação.

No documento, Bernardino Rafael ordenava a suspensão dos instrutores e o regresso das jovens para as suas casas, assegurando a sua reintegração no curso após o parto.

O caso levantou a indignação de várias pessoas, principalmente nas redes sociais, e várias organizações da sociedade civil moçambicana têm exigido a responsabilização dos instrutores que terão engravidado as jovens candidatas.

Em declarações à Lusa na segunda-feira, o provedor de Justiça de Moçambique lamentou o caso, exigindo a responsabilização de quem praticou aqueles atos.

“Este é um grande revés para a vida destas raparigas e para as suas famílias, que normalmente depositam esperança nos seus filhos. Acredito que muitas delas vêm de famílias pobres. É bastante lamentável porque quando isto acontece nós estamos a condicionar o futuro das meninas”, declarou Isaque Chande.

  •  
    43
    Shares
  • 43
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário