PR da Guiné-Bissau admite negociar tudo menos “cabeça do primeiro-ministro”

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, disse hoje que pode negociar tudo, menos a “cabeça do primeiro-ministro”, e uma eventual remodelação governamental deve ser proposta pelo Governo.

“É normal a especulação. Desde que recebi uma delegação do PAIGC (Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde) que há muita especulação. Podemos negociar tudo, menos a cabeça de Nuno Nabiam, como primeiro-ministro”, afirmou Umaro Sissoco Embaló.

Umaro Sissoco Embaló falava aos jornalistas no Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, em Bissau, momentos antes de partir para Lisboa, onde inicia, esta quinta-feira, uma visita de três dias a Portugal, segundo o Notícias ao Minuto.

“Temos funcionado muito bem e em nenhuma circunstância a figura do primeiro-ministro será negociada”, disse o Chefe de Estado guineense, salientando que a democracia é a expressão da vontade da maioria e que a coligação no poder tem a maioria no parlamento.

Questionado sobre a possibilidade de uma remodelação para integrar o PAIGC, Umaro Sissoco Embaló afirmou que “quem propõe remodelações é o primeiro-ministro”.

Nas declarações aos jornalistas, o Presidente guineense salientou que não há “cidadãos especiais e diferentes” e que é obrigado a dar proteção a todos os cidadãos, nomeadamente o presidente do PAIGC, Braima Camará (líder do Movimento para a Alternância Democrática, segunda força política no parlamento) e Nuno Nabiam.

“A Guiné-Bissau não é o Texas”, afirmou.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário