PR apela para o enganjamento dos muçulmanos contra o terrorismo

A comunidade muçulmana celebra, hoje, o Eid-Ul-Fitr, que marca o fim do jejum do Ramadão. Para o Chefe do Estado, o momento é marcado por uma profunda devoção a Deus, Allah, para mostrar a fé e o temor, em cumprimento de um dos mais importantes mandamentos da religião islâmica.

Nesta ocasião de celebração, Filipe Nyusi exalta os princípios e valores do Islão, tais como as virtudes do perdão, tolerância, diálogo e solidariedade que são patentes na comunidade muçulmana moçambicana, o que contribui, em grande medida, para a consolidação da paz e da unidade, na diversidade do país.

Segundo o Presidente da República, os moçambicanos enaltecem o papel activo da comunidade muçulmana na construção da Nação e na busca constante de condições para o bem-estar da sociedade.

Num comunicado enviado ao “O País”, Filipe Nyusi encoraja os muçulmanos a continuarem o papel de sensibilização, mobilização e participação em actividades sociais, económicas e culturais em prol da harmonia social, da educação moral e cívica e do desenvolvimento do país.

Este ano, a festa do Eid-Ul-Fitr acontece, mais uma vez, num contexto em que Moçambique continua a viver os efeitos negativos da COVID-19 e do terrorismo em Cabo Delgado, por isso, o Presidente da República termina a sua mensagem apelando para maior engajamento dos moçambicanos na luta contra a pandemia e a violência armada em Cabo Delgado, para o cumprimento da agenda nacional de desenvolvimento.

Deixe seu comentário