Polícia instruída a perseguir membros da Junta Militar com profissionalismo e sem tréguas

Bernardino Rafael, comandante-geral da PRM, que está em Sofala desde ontem em visita de trabalho, instruiu, nesta quarta-feira, os membros da sua corporação a perseguirem, sem tréguas e de forma profissional, todos os membros da Junta Militar da Renamo que teimam em não se juntar ao processo de DDR e levá-los à barra do tribunal.

“Continuem a procurar aquelas pessoas que ainda não se entregaram. Encontrem os seus esconderijos e detenham todos eles por forma a poderem responder à justiça. Façam isso com profissionalismos, zelo e responsabilidade que sempre vos caracterizou como força de defesa e segurança. Recordem-se que todos aqueles membros do DDR que já se entregaram já foram registados no DDR”, explicou Bernadino Rafael.

O comandante, que falava aos membros da sua corporação no final da sua visita de trabalho àquela província, pediu, por outro lado, à polícia para, de forma contínua, garantir a ordem e segurança públicas no meio da comunidade em estreita colaboração com a mesma.

“A presença da polícia na via pública tem de ser um momento de alegria para a população e não deve haver medo. Por isso, quando às 22 horas nos fazermos à rua, não é para ameaçarmos a população. A nossa presença na via pública deve ser o sinónimo de melhor segurança. Nós saímos da comunidade para a formação e retornamos a esta mesma comunidade com objectivo de garantir a protecção da mesma. Esta é a nossa tarefa principal”, lembrou Bernadino Rafael.

Deixe seu comentário