O teletrabalho está a aumentar o stress e o Teams traz novas ferramentas para melhorar a saúde mental

A empresa reconhece que o teletrabalho e as videoconferências estão a aumentar o stress dos profissionais de quase todos os sectores. As novas funcionalidades do Teams querem ajudar a organizar a informação e endereçar possíveis casos de esgotamento com dicas e meditação.

Numa altura em que já se podem medir os primeiros efeitos do trabalho remoto na saúde dos trabalhadores, a Microsoft aproveitou para endereçar uma das mais evidentes consequências deste regime de teletrabalho que é hoje a forma como milhões de pessoas continuam a colaborar com as suas empresas. A falta de separação entre o emprego e a vida pessoal, o sentimento de estarem desligados dos colegas e a carga de trabalho superior são apenas três das razões apontadas como justificação para este fenómeno.

A tecnológica sugere, no seu último índice de tendências de trabalho, que a pandemia afetou o bem-estar das pessoas, nomeadamente no que toca à sua relação com os seus deveres profissionais. A Microsoft analisou os padrões de produtividade no Teams e desenvolveu, com base em dados de mais de 6 mil funcionários espalhados por oito países, novas soluções que visam resolver alguns dos problemas que se agudizaram ao longo dos últimos meses, como é o caso do stress – mais de 30% dos profissionais que participaram no estudo afirmaram que a pandemia aumentou a sensação de esgotamento no trabalho.

Estes novos recursos da ferramenta de colaboração e videoconferência nascem com o objetivo de favorecer a saúde mental dos utilizadores do Teams e foram apresentados na conferência anual, Microsoft Ignite.

Uma das primeiras novidades é o modo Together, que oferece novos cenários de reunião. Desta forma é possível transportar equipas inteiras para locais virtuais como auditórios, salas de reunião ou cafés. A ideia é tornar possível a construção de um contexto adequado à conversa para que a interação não seja feita num tom tão frio quanto estas ferramentas sugerem.

Ainda neste sentido, a empresa anunciou um sistema de sub-salas, que surge para juntar grupos mais pequenos de uma dada equipa, quando é necessário levar a cabo discussões mais específicas e brainstorms. Os participantes podem navegar entre salas ou voltar à reunião principal. Estas reuniões podem agora gerar resumos automáticos, com os pontos mais importantes da discussão, os anexos partilhados e uma gravação da própria call.

Estes pontos podem depois ser transformados em listas, uma vez que estas podem agora ser criadas e afixadas dentro da própria app, o que cria assim a possibilidade de se comunicarem os afazeres de forma mais prática e clara.

Sharepoint dentro do Teams para agilizar as intranets

A empresa anunciou também a integração do serviço SharePoint no Teams, de forma a facilitar o acesso às intranets de cada organização através da app.

Todas estas funcionalidades têm o objetivo de melhorar a organização da informação que é diariamente transmitida através desta ferramenta, para que o utilizador não se sinta assoberbado com a quantidade de coisas que tem de processar diariamente.

Conselhos para gerir o stress no trabalho e truques de produtividade

Ainda com vista à saúde dos trabalhadores, a Microsoft vai integrar uma ferramenta de dicas, personalizada de acordo com a profissão de cada utilizador, para os ajudar a gerirem melhor o stress. Este feedback pode chegar na forma de conselhos para diminuir a ansiedade ou truques para aumentar a produtividade.

Esta adição contempla ainda um sistema de “viagens virtuais”, que simula a deslocação casa-trabalho e trabalho-casa, de forma a que o utilizador sinta de forma mais objetiva que está a sair e a entrar no emprego. Neste capítulo, haverá ainda integração com a app de meditação Headspace e, em 2021, chegará ainda uma ferramenta de avaliação emocional para aferir o estado psicológico dos utilizadores.

Para os profissionais de saúde, entre outras novidades, o Teams vai passar a integrar uma funcionalidade de walkie-talkie no Android, para reduzir o número de equipamentos que um dado profissional necessita para comunicar com a sua equipa. A empresa acredita que esta ferramenta pode ser bastante útil em hospitais e centros clínicos, principalmente quando é necessário agilizar especialistas e assistentes entre diferentes casos. Neste caso, suprimem-se também as interferências de rádio, limites de distância e outros acasos que podem complicar a comunicação via rádio.

Um último destaque vai para a possibilidade de se integrarem apps no próprio Teams. Esta novidade fará com que cada empresa possa adicionar uma camada de personalização à experiência dos seus funcionários. Desta forma, será possível fazer com que o sistema reconheça o papel de cada trabalhador, os contextos das reuniões, as permissões de cada um durante cada call e por aí adiante.

Estas funcionalidades vão ser lançadas ao longo das próximas semanas mas estão todas detalhadas no post do blog da Microsoft.

  •  
    1
    Share
  • 1
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário

error: O conteúdo está protegido !!