Nyusi sobre Cabo Delgado: “Cabeça fria ajuda a tomar decisões racionais”

Presidente moçambicano pede “cabeça fria” a todos em Cabo Delgado e nos empreendimentos de gás natural, após a invasão de Palma. Governo garante prestar assistência a 715 mil deslocados no norte do país.

“Nós queríamos convidar todos os intervenientes a ter o poder de superação. Em momento difíceis de crise, a cabeça fria ajuda a tomar decisões racionais”, referiu o chefe de Estado esta quarta-feira (21.04).

Filipe Nyusi falava em Maputo, durante a sessão de abertura de um evento ligado à indústria extrativa, com participantes do setor e num discurso em que resumiu as promissoras perspetivas no país na área, ensombradas pela insegurança.

O Presidente aproveitou a ocasião para anunciar a chegada da plataforma flutuante que vai ser o primeiro projeto a produzir gás natural na bacia do Rovuma. “Recebemos com agrado a informação do operador de que o barco [plataforma integrada de exploração e processamento] chegará a Moçambique em dezembro deste ano”, referiu, antecipando a última previsão que apontava a chegada para o primeiro trimestre de 2022.

“A plataforma poderá alcançar a meta de começar a produzir em 2022”, com uma capacidade de 3,4 milhões de toneladas de gás natural liquefeito por ano (mtpa). A plataforma faz parte do consórcio da Área 4 liderado pela Exxon Mobil e Eni a partir das reservas de gás Coral Sul.

Deixe seu comentário