Nyusi convoca Conselho de Defesa e Segurança para discutir Terrorismo

A data da reunião está ainda por ser anunciada. Falando nas cerimónias centrais do 7 de Abril, o Presidente da República, Filipe Nyusi, voltou a afastar a possibilidade de aceitar apoio de forças militares internacionais no Combate ao Terrorismo em Cabo Delgado.

No dia em que se celebra a mulher moçambicana, o Terrorismo em Cabo Delgado roubou a cena no discurso do Presidente da República.

Filipe Nyusi começou por se retratar. Se antes tinha dito para “não nos atrapalharmos”, esta quarta-feira, considerou legítima a preocupação do povo.

“Convocamos para amanhã, quinta-feira, o Conselho de Defesa e Segurança para analisar a situação de Cabo Delgado”, avançou.

O cenário em Cabo Delgado é dramático e sob pressão internacional, no sentido de Moçambique aceitar apoio militar externo. O Chefe do Estado voltou a colocar de lado essa possibilidade em defesa da soberania.

“Já fizemos o nosso apelo à comunidade internacional e estão claras as nossas necessidades”, disse o Estadista.

Para Nyusi, as Forças de Defesa e Segurança provaram com a recuperação de Palma que estão preparadas para defender o país da ameaça terrorista.

Nyusi mantém a confiança nas Forças internas, mas diz que o governo está de olho, sobretudo nas possíveis violações dos direitos humanos.

Porque falava na cerimónia de celebração do 7 de Abril, Filipe Nyusi não deixou de lamentar o facto de a mulher continuar a ser o rosto da violência.

Você pode gostar...

Deixe seu comentário