Notas do Benfica-Farense: Seferovic resolveu jogo que Otamendi complicou

Avançado suíço saltou do banco de suplentes para resolver e fazer esquecer Carlos Vinícius.

OBenfica sofreu para conseguir vencer o Farense (3-2), na tarde de domingo, em jogo da 3.ª jornada da I Liga. As águias até estiveram a um nível razoável na primeira parte, mas na segunda foram surpreendidas por uma formação algarvia ousada e sem medo de ir em busca de mais golos.

Com alterações no onze, a solução do triunfo estava no banco de suplentes. Seferovic vestiu a capa de herói inesperado com dois golos que valeram o triunfo e a liderança isolada à condição do campeonato.

Figura: Numa semana em que Carlos Vinícius deixou o Benfica para se juntar a Mourinho no Tottenham muito se falou nome de Haris Seferovic. O avançado suíço começou o jogo no banco, mas ainda foi a tempo de entrar no jogo para resolver. Dois golos marcados – já leva três na época – e vitória arrecadada pelas águias nas asas daquele que tem sido apontado como o jogador menos popular por entre os adeptos encarnados.

Surpresa: Stojilkjovic não teve muitas oportunidades para fazer estragos, mas ainda conseguiu colocar Odysseas em problemas. O guardião grego teve de se aplicar para impedir o sérvio, ex-Sp. Braga e Boavista, de fazer o gosto ao pé na Luz em três ocasiões.

Desilusão: Nicólas Otamendi chegou à Luz com a difícil missão de fazer esquecer Rúben Dias. Na primeira aparição ao serviço das águias, o internacional argentino esteve longe de fazer um bom jogo. Pelo contrário: cometeu uma grande penalidade, errou inúmeros passes e ainda esteve na origem do segundo golo do Farense. Noite para esquecer.

Jorge Jesus: O treinador encarnado voltou a apostar na mesma ideia de jogo e manteve a dupla de ataque. Com o eixo defensivo renovado, viu o Benfica sofrer dois golos e depois do apito final deixou o recado à direção, afirmando que precisa de mais um defesa central.

Sérgio Vieira: O treinador do Farense montou uma equipa atrevida e que não teve medo de desafiar o estatuto de favorito do Benfica. Acabou por perder vítima do desgaste físico, mas o Farense deixou uma réplica bem interessante e que deixa antever um futuro melhor do que aquilo que foram os primeiros três jogos no campeonato. Ainda não pontuou, está pressionado, mas Sérgio Vieira fez de tudo para, pelo menos, empatar na Luz.

árbitroTiago Martins teve uma tarde bastante agitada por conta da intensidade de jogo vivida na Luz. Assinalou uma grande penalidade, mandou repetir a mesma e ainda anulou um golo ao Farense com recurso ao VAR.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário