Mulher de “El Chapo” detida nos EUA por narcotráfico

A mulher de Joaquín Guzmán Loera (“El Chapo”), ex-líder do cartel mexicano de drogas, Sinaloa, foi detida ontem nos Estados Unidos da América, acusada de narcotráfico.

Emma Coronel Aispuro, de 31 anos de idade, foi detida no aeroporto internacional Dulles.

Ela deverá enfrentar o seu primeiro interrogatório judicial, por videoconferência, esta terça-feira, no tribunal do District of Columbia, refere a BBC News, citando um comunicado do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

A mulher é também acusada, pelas autoridades norte-americanas, de ajudar o marido a gerir o seu império de drogas, avaliado em milhares de milhões de dólares; conspiração para distribuir cocaína, metanfetaminas e marijuana nos EUA.

Emma Aispuro é igualmente acusada de participar na fuga do marido de uma prisão mexicana, em 2015, e de planear um segundo resgate.
A jovem, com dupla nacionalidade, sendo uma mexicana e outra norte-americana, já estava sob investigação pelas autoridades federais, há pelo menos dois anos, por ser cúmplice de “El Chapo”.

“El Chapo” foi extraditado para os EUA em Janeiro de 2017, a pedido das autoridades norte-americanas, avança o “The New York Times”.

Em Julho de 2019, o narcontraficante foi considerado culpado por todas as 10 acusações de que era alvo, tendo sido condenado à prisão perpétua e mais 30 anos de detenção nos EUA. O seu julgamento foi considerado o maior da história do país, por narcotráfico.

O cofundador do poderoso cartel de Sinaloa está a cumprir a sentença numa prisão de alta segurança no Colorado.

  •  
    3
    Shares
  • 3
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário