Mudanças climáticas: um impasse para o desenvolvimento da Beira

O Presidente do Conselho Municipal da Cidade da Beira, Daviz Simango, vê nas mudanças climáticas o principal desafio rumo ao desenvolvimento da capital de Sofala.

De acordo com Daviz Simango, o facto de a cidade estar localizada na região costeira coloca-a numa situação de extrema vulnerabilidade aos diversos fenómenos meteorológicos, como foi o caso do Ciclone Tropical Idai, que devastou a cidade em Março de 2019.

Apesar das diversas dificuldades enfrentadas, o Presidente do Município reconhece o espírito solidário partilhado entre os beirenses e pelo país em geral durante a passagem do Ciclone Idai pela cidade.

“O Idai destruiu as infra-estruturas públicas, privadas e singulares. O ciclone criou uma situação de uma nova convivência, e nós, na Beira, fomos extremamente solidários uns com os outros. Apesar dos efeitos do Idai, juntos conseguimos evitar doenças como a cólera e a malária e é esta solidariedade que devemos levar para frente ”disse Daviz Simango.

Nao obstante os desafios existentes, a construção dos sistemas de drenagem, aterros sanitários, bem como a educação cívica dos munícipes foram apontados por Simango como sendo alguns dos avanços feitos rumo ao crescimento da cidade da Beira.

O desenvolvimento do Parque Industrial da Beira, que pressupõe a melhoria das vias de acesso entre o parque industrial e o porto da Beira, constitui a principal meta para o governo local.

Daviz Simango felicitou aos seus munícipes pela efeméride e apelou, de igual forma, para o melhor uso e preservação do património municipal.

O dirigente falava a propósito das celebrações do 113º aniversário da Cidade da Beira, hoje assinalado.

  •  
    21
    Shares
  • 21
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário

error: O conteúdo está protegido !!