MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIZ QUE HÁ ESCOLAS SEM CONDIÇÕES DE RETOMAR ÀS AULAS

O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH) reconhece que há escolas sem condições de retomar às aulas quando o Presidente da República aliviar algumas medidas. O sector assegura, entretanto, estar a trabalhar no sentido de garantir que as escolas consigam  leccionar no contexto da COVID-19.

O debate sobre a possível retoma às aulas presenciais do ensino secundário-geral, no dia 06 de Julho deste ano, já está aceso nas redes sociais.

A proposta do reajuste do calendário escolar 2020 posta a circular nas primeiras horas, desta segunda-feira, carrega o nome do Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano, o emblema da República de Moçambique e divide o calendário escolar em três fases.

Entretanto, o sector da Educação não reconhece o documento e sublinha que só o Presidente da República é que vai ditar ou não o reinício das aulas e, caso o faça, o calendário escolar poderá levar a assinatura da ministra do pelouro, avançou Gina Guibunda, Porta-voz/MINEDH.

Ainda que o chefe do Estado alivie algumas de restrições, o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano reconhece que há escolas que ainda não reúnem condições para a retoma das aulas no contexto da COVID-19.

E porque a pandemia da COVID-19 pegou a todos de surpresa, o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano conta com o apoio dos parceiros para criar condições mínimas de prevenção do novo coronavírus nas cerca de 14 mil escolas.

O País 09/06/2020

Em Actualização

Deixe seu comentário