MENOR FOGE CASAMENTO PREMATURO FORÇADO NO DISTRITO DE MALEMA

Uma menor de 14 anos de idade que frequentava a oitava classe residente no distrito de Malema no posto administrativo de Mutuali, saiu de casa dos seus pais alegadamente estar a ser forçada a casar antes de idade.

Segundo conta a menor, a história começou quando teve a sua mãe de baixa no Centro de Saúde de Mutuali, dai que a tia que sempre mandava comida ao Centro disse para a menina que tinha que casar com um enfermeiro.

Com o rosto cheio de lágrimas, a menor acrescentou que saiu de Mutuali até Malema com ajuda das irmãs, visto que a decisão dos pais da menina era que ela se casasse, mesmo sem querer, caso não, devia sair de casa.

“Sai de casa porque mesmo a minha mãe quando recebeu alta no Centro de Saúde para casa disse que eu tinha que casar com um enfermeiro que sempre ajudou minha mãe aquando da sua hospitalização, quando recusei fui expulsa de casa”, disse Sifa citada pela Rádio Encontro.

Os casamentos prematuros continuam a preocupar as autoridades de Malema.

Deixe seu comentário