Mais um ataque militar faz vitimas mortais em Sofala.

 Mais um ataque militar faz vitimas mortais em Sofala.

 

Passavam das 07:00 horas da manhã do último sábado, quando uma coluna de viaturas (na sua maioria camiões), provenientes da zona norte do país, foi atacada por homens armados, na região de Zove, a 30 Km da localidade-sede do Posto Administrativo de Muxúnguè, distrito de Chibabava, na província de Sofala.

 

Segundo apuramos, o ataque resultou na morte de uma pessoa, atingida por duas balas. O óbito foi declarado no Centro de Saúde de Muxúnguè, para onde foi transferido. Há ainda relatos de danos materiais avultados.

As fontes avançam que as viaturas não estavam escoltadas, alegadamente porque as Forças de Defesa e Segurança (FDS), que se encontram no local, não tinham combustível. Aliás, as fontes avançam que as viaturas que atravessaram a região, este sábado, não estavam escoltadas, devido ao mesmo problema.

O ataque, o primeiro de 2021, é atribuído à auto-proclamada Junta Militar da Renamo, liderada por Mariano Nhongo, que em finais do ano passado anunciou uma trégua para iniciar um diálogo com o Chefe de Estado, Filipe Jacinto Nyusi. Aliás, o Enviado Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas e Presidente do Grupo de Contacto, Mirko Manzoni, disse, há dias, haver um ambiente propício para o início do diálogo entre o Governo e a auto-proclamada Junta Militar da Renamo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pub 2 CM

Deixe seu comentário

error: O conteúdo está protegido !!