Mais de 40 agentes da UIR feridos num acidente de viação

Mais de 40 pessoas, dentre as quais agentes da Unidade de Intervenção Rápida (UIR), contraíram ferimentos graves e ligeiros em consequência de um acidente de viação ocorrido na manhã desta segunda-feira na Estrada Circular de Maputo.

Os feridos foram evacuados para o Hospital Geral José Macamo que, segundo a directora clínica desta unidade sanitária, Ermelinda Chamba, dos 47 feridos um encontra-se em estado grave.

“Esse ferido teve um traumatismo craniano encefálico grave, foi transferido para o Hospital Central de Maputo e temos outros dois que estão em estado moderado e nós estamos a vigiar”.

Para além de vítimas humanas, o acidente, que ocorreu por volta das 8:45, resultou em danos materiais de duas viaturas pesadas (da UIR e outra que transportava areia).

Segundo testemunhas, o acidente foi originado por uma viatura ligeira que cortou prioridade a outra da UIR que, logo de seguida, despistou e capotou, projectando cerca de 50 agentes que se faziam transportar na viatura.

Testemunhas avançam ainda que, após a queda das vítimas, na estrada, a viatura que seguia atrás, na tentativa de evitar o atropelamento, se desviou e embateu contra as barreiras da estrada, resultando, igualmente, em danos.

“O acidente teria sido pior, porque aquele camião teria atropelado essas pessoas que caíram aqui, a sorte foi do condutor que se controlou e preferiu esquivar estas pessoas”, contou, Alberto Cossa.

A Polícia de Trânsito presume que o corte de prioridade, por parte de uma viatura ligeira que não se encontrava no local, no momento em que “O País” gravou a matéria, tenha sido a causa do acidente.

“É possível que o excesso de velocidade seja também o motivo do acidente, mas ainda vamos apurar. Neste momento, estamos a tentar remover o veículo para o trânsito voltar a fluir normalmente”, disse Afonso Patrice.

No local do sinistro, eram visíveis os estragos. Para além da viatura capotada, do óleo que escorria pela estrada, viam-se, também, calçados, roupas, estilhaços de telemóveis e outros pertences das vítimas.

Alguns agentes da Polícia de Trânsito, que se dirigiram ao local para socorrer as vítimas, tentavam recuperar alimentos e produtos de higiene pessoal que eram transportados pelos agentes da UIR.

Deixe seu comentário