JOVEM ACUSADO DE “OFENDER A HONRA” DE FILIPE NYUSI FOI RESTITUÍDO A LIBERDADE

Hilário Lole gravou com um seu amigo um vídeo em que proferiu palavras mordazes contra o Chefe do Estado no âmbito das medidas contra a Covid, por na sua opinião, o recolher obrigatório estar desfasado com as condições de Maputo, principalmente o transporte e a mobilidade.

O SERNIC entendeu que algumas frases proferidas pelo jovem atentam contra a honra do Chefe do Estado. Foi à sua caça e o prendeu.

Desde logo, vários juristas incluindo juízes, manifestaram a sua preocupação com a ilegalidade da detenção. Isso porque o crime de que o jovem era acusado, carecia de queixa particular apresentada pelo ofendido no caso, o Chefe do Estado, e a prisão preventiva devia ter sido em flagrante delito. Nem uma nem outra coisa aconteceu.

Sem muito alarido, a Ordem dos Advogados de Moçambique (OAM), a nível da cidade de Maputo, se mobilizou para que a Lei fosse cumprida, e no princípio da tarde desta segunda-feira, conseguiram um mandado de soltura e o jovem de 46 anos foi colocado em liberdade. Na imagem, o jovem Hilário Lole (ao centro) ladeado por membros da Ordem dos Advogados de Moçambique, nomeadamente, Benedito Cossa e Ericino de Salema. (Redacção)

  •  
    710
    Shares
  • 710
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário