Intensificada patrulha contra terroristas e homens armados

As Forças de Defesa e Segurança (FDS) asseguram ter maximizado as acções de patrulha contra os terroristas na província de Cabo Delgado e os homens armados que causam instabilidade nas províncias de Manica e Sofala. A informação consta de um comunicado da PRM

Já vão quase três anos em que alguns distritos da província de Cabo Delgado vivem a “assombração” perpetrada por terroristas que para além de cometer assassinatos, roubam e destroem bens da população.

No contexto, a Polícia da República de Moçambique (PRM), que integra as FDS no Teatro Operacional Norte, onde decorre a luta contra os malfeitores, assegurou hoje, em comunicado, que foram reforçadas as linhas de patrulhamento, não apenas em Cabo Delgado, na zona norte do país, bem como nas províncias de Manica e Sofala onde homens armados criam instabilidade.

“As FDS, de que a PRM faz parte, estão em permanente prontidão e mantém os seus dispositivos operacionais nos teatros operacionais norte e centro, maximizando as acções de patrulhamento ostensivo, combate e perseguição aos terroristas e aos homens armados da autoproclamada junta militar da Renamo que têm perpetrado acções criminosas”, assegura o Comando-Geral da PRM, numa nota que “caracteriza de forma geral a situação operativa do país”, entre 8 e 14 de Agosto em curso.

Para além de ter referenciado o reforço ao patrulhamento nas zonas norte e centro do país, na sequência do quadro de insegurança instalado, a PRM avança, no mesmo comunicado a que “O País” teve acesso, dados sobre resultados operativos de destaque tidos em todo território.

“Foram detidos, em todo território nacional, 855 indivíduos, sendo 582 por violação de fronteiras, 80 por imigração clandestina e 193 por prática de delitos comuns”, diz a nota do Comando-Geral, que aponta a capital do país como uma das que registou as principais ocorrências:

“No dia 09.08.2020, no bairro da Sommerschield, na cidade de Maputo, a PRM apreendeu sete armas de fogo do tipo short-gun, duas pistolas do tipo Makarov, 47 cartuchos de short-gun, e cinco munições abandonadas por indivíduos não identificados quando se aperceberam da patrulha policial”, consta do comunicado de imprensa, no qual a polícia “reitera o seu engajamento na manutenção da ordem e tranquilidade públicas em todo território”.

Deixe seu comentário