Ex-bispo de Pemba diz que ameaças podem ter contribuido para a sua transferência

O ex-bispo de Pemba, Dom Luiz Fernando Lisboa, assumiu recentemente que as ameaças de que foi alvo durante o seu ministério em Moçambiqie, podem ter contribuido para que o Papa Francisco tomasse a decisão de o transferir para o Brasil. “Pode ser que sim.

Eu reconheço a situação delicada do momento e o Santo Padre, analisando toda a situação nossa de Moçambique achou por bem transferir-me. Nós não somos ingénuos, então penso que pode ter ajudado nessa transferência”, afirmou o missionário católico, conforme é citado pelo Rádio Renascença (RR).

Na entrevista com aquela estação radiofónica, Lisboa confirmou ter sido alvo de ameaças no país. “Eu tive alguns recados, recebi uma ou outra mensagem através de outra pessoa, conselhos de alguém que está próximo: Olha senhor bispo, cuidado, não é assim… O senhor devia falar assim ou falar assado…”, revelou a fonte da RR, garantindo contudo que “jamais pediria para sair” de Moçambique.

Lisboa disse ainda que o trabalho que faz é encômodo à certos grupos na sociedade em qualquer parte do mundo e isso não o intimida. “Quando a Igreja faz essa defesa, fala a verdade, procura defender os direitos das pessoas e isso sempre traz problemas para os membros da Igreja, porque quem vive na mentira não gosta da verdade, quem pratica corrupção não gosta de ser cobrado por isso. Então, essas pessoas sentem-se incomodadas. Sejam do Governo, sejam de organizações, sejam quais forem, pessoas que ocupam cargos… Isso acontece em todo o lado”, declarou.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário