ENTRADAS MASSIVAS AO TERRITÓRIO MOÇAMBICANO MARCAM REABERTURA DE FRONTEIRAS

Constatou-se que o grosso dos que, nas primeiras horas do dia, estavam na fila de acesso a Moçambique era constituído por cidadãos nacionais e estrangeiros cujas viaturas estavam carregadas de bens associados ao comércio e de pertença pessoal que não puderam transportar durante os dias de encerramento.

A medida de banir portadores de testes falsos da COVID-19 com proibição de acesso à África do Sul divide opiniões, com uns a considerarem que é uma medida acertada e outros a acharem tratar-se de maldade.

As medidas de prevenção da COVID-19 estão a merecer muita atenção no posto fronteiriço, daí pouca flexibilidade no despacho às filas de viaturas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário