Dúvidas na declaração do IRS? DECO ajuda a preenchê-la “passo a passo”

A entrega da declaração anual do IRS relativa aos rendimentos auferidos em 2020 arrancou no dia 1 de abril, prolongando-se até 30 de junho.

Já arrancou o prazo para entrega do IRS, cujo período vai prologar-se até ao final de junho. Nesta altura surgem algumas dúvidas e, por isso, a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO) divulgou um guia que pretende ajudar, “passo a passo”, os contribuintes no preenchimento da declaração.

O documento da DECO refere o que “preencher em cada quadro, com os nossos explicadores para o menu ‘Rosto‘, para os anexos A, B, F e H, e ainda para o IRS automático“, adianta a associação, numa nota publicada no seu site.

Pode aceder ao guia da DECO através deste link.

A entrega da declaração anual do IRS relativa aos rendimentos auferidos em 2020 arrancou no dia 1 de abril, prolongando-se até 30 de junho, com quase de dois terços dos contribuintes a poderem, se assim o quiserem, beneficiar do IRS automático.

Tal como sucede desde 2018, a entrega da declaração do IRS tem de ser feita exclusivamente por via eletrónica o que implica que os contribuintes estejam na posse de uma senha válida de acesso ao Portal das Finanças.

Com o alargamento do IRS automático a novas tipologias de rendimentos, o universo potencial de agregados familiares que pode este ano beneficiar deste automatismo ascende a 3,5 milhões, de acordo com o número indicado pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, à Lusa, o que equivale a quase dois terços dos que no ano passado entregaram declaração de IRS.

No ano passado, foram entregues cerca de 5,6 milhões de declarações de IRS.

Deixe seu comentário