Diminuição de infecções dita alívio de restrições no Malawi

O alívio das restrições contra o novo Coronavírus no Malawi abrange o recolher obrigatório, cujo início passa das anteriores 21 horas para meia-noite.

Os bares, que até quinta-feira estavam autorizados a funcionar até às 20 horas, já podem abrir até à meia-noite.

As portas dos supermercados e de outros estabelecimentos comerciais podem permanecer abertas até às 22 horas.

Segundo o executivo malawiano, os transportes públicos passam a observar uma lotação de até 75 por cento da sua capacidade.

Relativamente às reuniões públicas, os recintos fechados devem albergar apenas 100 pessoas e 250 participantes para eventos ao ar livre.

As novas medidas foram anunciadas pela ministra da Saúde malawiana, Khumbize Chipond, que esclareceu que vão vigorar durante quatro semanas.

A governante clarificou ainda que o uso de máscaras, a lavagem frequente das mãos e o dever de manter o distanciamento físico continuam em vigor.

O Malawi tem um cumulativo de 33.975 pessoas com a COVID-19, das quais 1.142 morreram, 31.852 recuperaram-se da doença e 842 continuam com o vírus activo.

Deixe seu comentário