Desaparecimento de bois deixa uma família de luto em Magude

É um misto de insólito e tristeza, assim como de brutalidade e ignorância. É o que se pode dizer em torno do que se viveu, há dias, no distrito de Magude, província de Maputo. Uma família perdeu dois membros, assassinados à mão armada por membros da família vizinha, devido ao desaparecimento de algumas cabeças de gado bovino da referida família.

Conforme apurou a “Carta”, junto da família enlutada (família Chongo), as fricções entre as duas famílias (Chongo e Manhique) duram desde o passado mês de Junho, quando algumas cabeças de gado bovino (número não especificado) sumiram do curral da família Chongo, tendo supostamente aparecido no curral da família Manhique.

Segundo Aníbal Chongo, a família terá seguido as peugadas do gado e as mesmas levaram-na àquela família. Tentativas de recuperar o gado, diz, redundaram em fracasso.

Já no passado dia 13 de Setembro, mais duas cabeças de gado da família Chongo desapareceram e, supostamente, foram descobertas no meio do gado da família Manhique, o que provocou a ira da primeira família.

Assim, diz Chongo, a sua família emboscou a família Manhique, tendo espancado dois membros daquela família. As vítimas encontram-se na Sala de Reanimação, do Hospital Provincial da Matola. Os Manhique dirigiram-se à esquadra para comunicar o sucedido, mas a Polícia não correspondeu.

Com o silêncio das autoridades, a família Manhique decidiu fazer justiça com as suas próprias mãos, tendo assassinado dois membros da família Chongo, com recurso à arma de fogo. Os envolvidos, avança uma fonte judicial, são irmãos e um deles terá fugido para a vizinha África do Sul.

O caso está sendo investigado pelo Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), a nível distrital.

Vaticano defende regresso presencial das missas

  •  
    114
    Shares
  • 114
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário

error: O conteúdo está protegido !!