DALILA ARLINDO PEDE PERDÃO AO CUNHADO DA LILOCA APÓS SER NOTIFICADA NA ESQUADRA

Bom dia, boa tarde, ou boa noite, conforme a hora que virem esta mensagem declarativa.

Quere comunicar à todos os meus amigos e seguidores do Facebook, à comunidade em geral e em especial ao récem noivos Ardichir e Naira, que estou profundamente arrependida pelas minhas acções e declarações difamatórias e injuriosas proferidas nos últimos dois dias.

O meu especial pedido de desculpa vai ao noivos Ardichir e Naira, a família de cada um deles, aos seus amigos e conhecidos no geral, pois após alguma reflexão e a minha ida à Esquadra para prestar declarações, percebi o mal que causei aos visados e aos seus próximos por mera futilidade e brincadeira desnecessária.

Realçar que nada do que escrevi constitui verdade e que somente se tratou de uma atitude infantil minha motivada por ganhar alguma notoriedade à custa da honra e bom nome de terceiros de boa-fé.

Hoje fiquei ciente de que as difamações injuriosas que proferi constituem crime e são punidas com uma pena de até 1 ano, incluindo multa, e por essa razão quero aproveitar esta oportunidade para agradecer aos recém noivos e suas famílias por apesar de eu ter lhes causado mal, terem me perdoado e desistido da queixa policial, o que uma vez mais demonstra o seu bom coração.

À toda a comunidade quero apelar para que não enveredem por acções similares as que eu pratiquei, as quais ferem com a honra e bom nome de pessoas inocentes, com efeitos prejudiciais nas sua vidas.

Por isso, peço encarecidamente a todos que não mais partilhes esses conteúdos e que olhem para a minha situação como exemplo do que não fazer.

Uma vez mais, agradecer aos recém novos pela bondade, compreensão e por terem me dado a oportunidade de me retratar sem que houvesse necessidade de cumprir uma pena criminal.

Já me ia esquecendo, no lugar da anterior mensagem, peço que partilhem ao maior número de pessoas esta mensagem, e que ela chegue mais longe que a anterior, em demonstração de que precisamos todos melhorar como sociedade, e que os bons exemplos precisam de ser partilhados.

Por: Dalila Arlindo

Deixe seu comentário