“Da ação resultou ainda a elaboração de um auto de contraordenação por incumprimento do dever de uso de máscara ou viseira”, refere a GNR de Braga que remeteu a ocorrência ao Tribunal Judicial de Guimarães.