Centenas de migrantes tentarem saltar cerca entre Melilla e Marrocos

Há o registo de, pelo menos, um morto e seus feridos

Um migrante morreu e outras seis pessoas ficaram feridas, sendo três guardas civis e três migrantes, quando cerca de 300 africanos subsaarianos tentaram transpor a cerca na fronteira de Melilla, enclave espanhol em África, com Marrocos.

Cerca de 50 migrantes conseguiram transpor a cerca e foram posteriormente intercetados pelas forças de segurança espanholas.

Fontes da guarda civil espanhola informaram à agência de notícias EFE que o incidente ocorreu por volta das 06:00 de hoje (05:00 em Lisboa), resultando na morte de um dos migrantes durante a tentativa de passar a fronteira.

Segundo fontes, o migrante caiu no leito de um riacho de uma altura de cerca de quatro metros. Os serviços de saúde da Cruz Vermelha e os agentes da guarda civil ainda tentaram reanimá-lo, mas o homem acabou por morrer.

Enquanto isso, três outros migrantes e três guardas civis ficaram levemente feridos, quase todos com concussões, quando as forças de segurança tentaram conter o assalto à cerca na fronteira.

Um polícia sofreu um ferimento na cabeça com um objeto pontiagudo transportado por um dos africanos subsarianos, mas também de menor gravidade.

Esta será uma das tentativas mais numerosas de entrada de migrantes na Espanha através da cerca na fronteira entre Melilla e o Marrocos.

Em abril passado, outros 260 imigrantes tentaram transpor a cerca simultaneamente e, como nesta ocasião, apenas 50 alcançaram a sua meta.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário

error: Content is protected !!