Camiões pesados já podem passar pela ponte de Xai-Xai

Já está reaberto, na totalidade, o tráfego rodoviário na ponte sobre o Rio Limpopo em Xai-Xai, província de Gaza e, por isso, a circulação de camiões com peso igual ou superior a 3.5 toneladas está autorizada, após a interdição que iniciou a 24 de Março.

Há duas semanas, os camiões com peso igual ou superior a 3.5 toneladas estavam interditos de passar pela ponte de Xai-Xai, sobre o Rio Limpopo, porque decorriam trabalhos de aplicação de material de revestimento do tabuleiro metálico, por onde flui o tráfego rodoviário.

Inicialmente previstos para durarem quinze dias, os trabalhos acabaram por ser concluídos em catorze, facto que permitiu que a reabertura acontecesse esta terça-feira e não quarta-feira como tinha sido previsto.

Os camiões faziam desvio no posto administrativo de Chissano, até Chongoene, num percurso de cerca de 90 quilómetros, isto é, quase 40 quilómetros a mais, quando o trajecto é feito partindo da ponte até Chongoene, na Estrada Nacional Número Um, o que causava constrangimentos a automobilistas como Lopes Langa que, há 27 anos, percorre as estradas nacionais. “Foram duas semanas difíceis, andámos com dificuldades, mas, enfim, tínhamos que cumprir com a orientação. É bom que foi reaberto o tráfego para os camiões, vamos encurtar a distância e evitar perdas incluindo cansaço”, disse Lopes Langa que estava a comandar um camião com 22 rodas que levava carga diversa com destino ao centro do país.

Na companhia do empreiteiro, fiscais e técnicos, o director-geral da Administração Nacional de Estradas (ANE) esteve, esta terça-feira, em trabalhos de monitoria e avaliação das obras de reabilitação e concluiu que estavam criadas as condições para a reabertura da ponte de Xai-Xai. “Chegamos hoje, dia 6 de Abril, a conclusão que os trabalhos foram concluídos, realizados satisfatoriamente e estão reunidas as condições necessárias para hoje, seis de Abril, o tráfego ser totalmente reaberto aqui na ponte de Xai-Xai sobre o Rio Limpopo”.

Américo Dimande informou que há um programa de inspecção do Rovuma ao Maputo que tem como objectivo reabilitar 200 pontes, e, neste momento, já foram mapeadas 100 e dessas, 35 serão reabilitadas ainda este ano. “O Governo alocou um montante, cerca de 200 milhões de meticais para que a Administração Nacional de Estradas interviesse nessas infraestruturas por forma a melhorar o seu desempenho e prolongar aquilo que é a sua durabilidade incluindo a vida útil dessas infraestruturas”.

As obras de reabilitação da ponte de Xai-Xai, a cargo do empreiteiro português Soares da Costa, estão orçadas em cerca de 272 milhões. Os trabalhos terminam ainda este mês depois de terem sido prorrogadas devido a alguns constrangimentos decorrentes do processo em si da reabilitação onde foram constatados novos fenómenos junto à ponte.

Deixe seu comentário