Brexit: Sem acordo, o problema começa no 1.º dia da presidência portuguesa da União Europeia, alerta António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu hoje, em Bruxelas, que a presidência portuguesa da União Europeia (UE) terá um problema a partir do seu primeiro dia, se falhar um acordo comercial pós-Brexit com o Reino Unido.

“Se de facto não houver acordo, o primeiro dia da presidência portuguesa será o dia desse problema com o ‘Brexit’, mas vamos esperar que até dia 31 de dezembro se resolva”, disse Costa, em declarações aos jornalistas após uma série de reuniões com comissários europeus.

“Mas espero que um país como o Reino Unido não deixe de dar o exemplo daquilo que deve ser a relação normal nas sociedades globais, que é o respeito pelo Estado de Direito, pelas regras dos tratados e o princípio fundamental de que estes são para cumprir”, salientou.

O Governo britânico defendeu hoje a sua proposta de lei que anula partes do acordo para o ‘Brexit’ e disse que responderia “no devido tempo” à notificação formal de que a UE iniciou um processo de infração.

“Responderemos à carta (enviada pela Comissão Europeia) no devido tempo. Já detalhámos claramente quais são as nossas razões para introduzir as medidas relacionadas ao protocolo da Irlanda do Norte”, disse um porta-voz do Governo britânico.

Segundo a mesma fonte, o Governo quer “criar uma rede de segurança jurídica para proteger a integridade do mercado doméstico do Reino Unido, garantir que os ministros possam sempre cumprir suas obrigações na Irlanda do Norte e proteger os avanços obtidos no processo de paz”.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário

error: O conteúdo está protegido !!