Bloqueios de estradas atrasam transporte do material para eleições no Benim

Os bloqueios de estradas no Benim por opositores do Presidente Patrice Talon estão a atrasar o transporte do material para as eleições presidenciais de domingo. A informação foi avançada ontem pela Comissão Eleitoral, citada pela Lusa.

Segundo o presidente da Comissão Eleitoral Nacional Autónoma, Emmanuel Tiando, em declarações à agência de notícias AFP, “houve bloqueios de estradas nas principais estradas do norte e pode ser que haja assembleias de voto que não abram amanhã às 07:00 (hora local) devido à chegada tardia deste material eleitoral”.

Para Emmanuel Tiando “não há razão para que esta eleição não aconteça” e que o material continua a ser transportado para os diversos locais.

Até ao meio-dia de ontem no norte do país, segundo a fonte, o material eleitoral ainda não tinha chegado. Os manifestantes protestam contra o actual Presidente do Benim, recandidato ao cargo e acusado pela oposição de ter confiscado o voto e de a ter impedido de participar nas eleições, escreve o Notícias a Minuto que cita a Lusa.

Desde terça-feira que habitantes de várias cidades do centro e do norte do país bloquearam centenas de carros e transportes, erguendo barreiras nas estradas em direcção ao norte do país e ao Níger.

Na quinta-feira, o exército começou a intervir nas ruas, desmontou os bloqueios de estradas e limpou o caminho, inclusive com armas de fogo, registando-se a morte de pelo menos dois civis.

Na sexta-feira, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou para que todas as partes garantam que as eleições de domingo “se realizem de forma transparente, credível e pacífica”.

Este sábado, de acordo com fontes ouvidas pela AFP, um bloqueio de estrada foi erguido novamente na cidade de Tchaourou, local de nascimento do ex-presidente Thomas Boni Yayi e opositor de Patrice Talon.

Os camiões da Comissão Eleitoral devem, portanto, percorrer um caminho alternativo para chegar ao norte do país, atrasando a entrega do material eleitoral.

Cerca de 5,5 milhões de eleitores são esperados nas urnas do Benim no domingo.

Deixe seu comentário