Argentina reforça combate a partos caseiros em Chongoene

As mulheres grávidas, na comunidade de Mangundze, no distrito de Chongoene, em Gaza, passam a contar com uma sala de espera onde deverão aguardar pelo momento de trabalho de parto, numa maternidade próxima.

Trata-se da Casa Diego Armando Maradona, cuja finalidade é desaconselhar partos em casa, uma prática ainda comum em algumas comunidades em Gaza.

A entrega da infra-estrutura à comunidade foi testemunhada pela cônsul da Embaixada da República Argentina em Moçambique, María Agustina Mignone; pelo encarregado de Negócios da Argentina, Andrés Ventafridda; e pelo director do centro de saúde do distrito de Chongoene, Francisco Langa.

O padre argentino Juan Gabriel Arias, explicou que a sala de espera será “utilizada pelas mulheres dos arredores antes de dar à luz numa sala de parto próxima” à comunidade de Mangundze, segundo uma nota enviada ao “O País”.

O local foi reformado “graças a uma doação da Embaixada Argentina”, disse Juan Gabriel Arias, destacando a importância da obra para o “bem-estar das mulheres”, na medida em que irá incentivá-las a “dar à luz numa sala de parto, e não em suas casas, muitas vezes sem qualquer assistência”, sobretudo de profissionais de saúde.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você pode gostar...

Deixe seu comentário